Brasil

Os desafios que cercam o Brasil em 2014

Nas últimas semanas tenho recebido muitos emails de leitores perguntando sobre o futuro da economia no Brasil. Os motivos para a ansiedade são muitos e ficam evidentes na medida em que a economia do país parece estacionada e fadada ao baixo crescimento. O período de estiagem trouxe à tona um novo (velho) problema: uma possível crise elétrica. A cada semana, novos apagões acontecem e colaboram com a expectativa de que o sistema irá precisar de investimentos para torná-lo mais confiável. Está claro que esse problema ficou “debaixo do tapete” durante muito tempo e agora será necessário tomar medidas de emergência que envolva repasse de custos para a população (não é sempre assim?). Luz para (quase) todos Vale lembrar que, em setembro de 2012, a Presidente Dilma lançou um programa de corte médio de 20% nas tarifas de rede elétrica, medida que deixou muitos empresários do setor descontentes e levou preocupação a outras áreas, que começaram a temer novas intervenções do governo. Outro temor que parece fazer parte da vida do brasileiro é a inflação, que continua mostrando sua força. Em um ano de campeonato mundial de futebol, os gastos públicos em alta só colaboram para os resultados negativos. Imagina na Copa Os altos preços dos hotéis e restaurantes mostram que a falta de escrúpulos irá imperar nos próximos meses – um verdadeiro crime contra a economia popular, além do grande desrespeito à inteligência das pessoas. Nessa semana o governo anunciou corte de R$ 44 bilhões nas despesas do Orçamento deste ano e ainda pretende economizar mais R$ 99 bilhões da União, Estados e Municípios para abater a dívida pública. Os programas sociais não sofrerão cortes, de acordo com o ministro da Fazenda Guido Mantega. Estamos atravessando um período de incertezas, nesse momento é fundamental manter os pés no chão e priorizar o planejamento, principalmente para evitar gastos desnecessários. Cada vez mais, é importante turbinar as reservas de emergência e se manter atento aos movimentos do mercado. Planeje com cuidado os próximos passos e lembre-se que muita coisa pode acontecer do dia para a noite. Olho vivo! Até a próxima.