Mulher

Lina Bo Bardi

Em comemoração ao mês da mulher, resolvemos contar um pouco sobre o legado de Lina Bo Bardi, arquiteta que fez história em meados do século XX e que até hoje representa grande inspiração para o universo da arquitetura e do urbanismo no Brasil. Nascida na Itália em 1914 e naturalizada brasileira aos 37 anos, Lina acreditava que a arquitetura não deveria ter o espaço como protagonista - para ela, o ser humano era o ponto de partida para toda e qualquer criação arquitetônica e urbanística. Por isso, sempre que avaliava um espaço, a arquiteta o interpretava como um ambiente que seria habitado, vivido por pessoas. Lina procurava sempre trabalhar a partir de inspirações ligadas às relações sociais e ao comportamento humano. E não é à toa que esta crença ficou marcada nos seus principais trabalhos: MASP (2ª E ATUAL SEDE) | 1958 Em documentário que conta a história da arquiteta, Lina comenta sobre o Masp, uma de suas maiores obras: “não procurei a beleza, e sim a liberdade. Os intelectuais não gostaram, mas o povo gostou”. CASA DE VIDRO – INSTITUTO LINA BO BARDI | 1951 Um marco arquitetônico pela fachada imponente, a “Casa de Vidro”, além de ter sido a residência da arquiteta, foi também ponto de encontro de arquitetos e intelectuais dos anos 50. Atualmente, o local é a sede Instituto Lina Bo Bardi, aberto para visitação. SESC POMPÉIA | 1977 Na primeira vez que visitou a antiga fábrica da Pompéia, que seria transformada no atual SESC, Lina observou que famílias conviviam naquele espaço e afirmou: “É essa a atmosfera que quero manter aqui”. MASP, SESC Pompéia e a Casa de Vidro podem ser apreciados por quem mora ou está de passagem pela cidade de São Paulo. Confira os endereços abaixo e aproveite para se inspirar ao visitar as três principais obras de Lina Bo Bardi! MASP Av. Paulista, 1578 - Bela Vista, São Paulo/SP SESC POMPÉIA Rua Clélia, 93 – Pompéia, São Paulo/SP INSTITUTO LINA BO E P.M. BARDI | CASA DE VIDRO General Almério de Moura, 200 - Vila Tramontano, São Paulo/SP

Quer saber mais sobre essa grande arquiteta? Clique aqui.